Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA impõem sanções a ‘conspiradores financeiros’ da Coreia do Norte

Tan Wee Beng e as empresas Wee Tiong e WT Marine são acusadas de lavar, falsificar e contrabandear dinheiro para Pyongyang

O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos impôs sanções contra Tan Wee Beng e duas empresas com sede em Singapura acusados de lavar dinheiro e realizar operações financeiras e comerciais para a Coreia do Norte que, dessa forma, se esquivava das retaliações americanas.

O Departamento de Justiça abriu processo criminal contra Tan, considerado um “conspirador financeiro”, e o FBI (a polícia federal americana) disparou alertas de busca ao empresário. Tan, de 41 anos, é nacional de Singapura.

As medidas foram tomadas em um momento de alta pressão dos Estados Unidos sobre a Coreia do Norte em favor do prosseguimento das negociações sobre o desmonte do programa nuclear de Pyongyang e de pacificação definitiva da península coreana.

“As ações de hoje sublinham o contínuo uso ilícito, pela Coreia do Norte, do sistema financeiro para esquivar-se das sanções”, informou o Tesouro por meio de comunicado divulgado nesta quinta-feira.

“As ações de hoje também deixam claro que os Estados Unidos não hesitarão em impor sanções contra qualquer indivíduo, entidade ou embarcação que apoie atividades ilícitas da Coreia do Norte, independentemente da nacionalidade”, completou.

Segundo o comunicado, Tan e as empresas Wee Tiong, da qual ele é diretor, e WT Marine estão envolvidas em lavagem de dinheiro, falsificação de mercadorias e de dinheiro, contrabando de dinheiro em espécie, tráfico de drogas e outras atividades econômicas ilícitas que envolvem ou apoiam o governo da Coreia do Norte ou suas autoridades.

As propriedades nos Estados Unidos de Tan e das empresas, inclusive duas embarcações da WT Marine, ficarão bloqueadas, conforme determinação do Tesouro americano. Entidades e pessoas do país estão proibidas de negociar com os sancionados.