Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA e Coreia do Norte retomam negociações sobre ajuda alimentar

Altos funcionários americanos e norte-coreanos se reunirão na próxima semana em Pequim para analisar o plano de ajuda alimentar que a Coreia do Norte aceitou receber em troca da suspensão de seu programa nuclear, informou o Departamento de Estado nesta sexta-feira.

A porta-voz do Departamento de Estado americano, Victoria Nuland, disse que Robert King, enviado para direitos humanos à Coreia do Norte, se reunirá com uma autoridade norte-coreana na capital chinesa na quarta-feira.

“A ideia é discutir os detalhes técnicos para que a assistência alimentar possa começar a ser transferida”, explicou Nuland.

“Pelo que sei, os temas em suspenso tratam sobre o porto (de chegada), as pessoas encarregadas da gestão e a maneira de vigiar” a carga, acrescentou.

O acordo entre Estados Unidos e Coreia do Norte foi concluído após negociações bilaterais realizadas na semana passada em Pequim, as primeiras deste tipo desde que Kim Jong-un, o jovem filho do falecido líder Kim Jong-il, assumiu o comando do país.

Após essas conversas, a Coreia do Norte anunciou ter aceitado suspender seus testes nucleares e de mísseis, assim como o programa de enriquecimento de urânio. Em troca, os Estados Unidos prometeram 240.000 toneladas de “ajuda alimentar”.

O anúncio das novas negociações bilaterais é feito no mesmo dia em que a Coreia do Norte renovou suas ameaças de “guerra sagrada” contra a Coreia do Sul, postura que Nuland classificou de “infeliz”.