Clique e assine com até 92% de desconto

EUA determinam reforço na segurança de prédios federais

Secretário pediu para que autoridades locais se mantenham em alerta para ataques individuais ou de pequenos grupos

Por Da Redação 28 out 2014, 21h21

Os Estados Unidos vão reforçar a segurança em edifícios governamentais em Washington e outras grandes cidades em resposta a convocações de organizações terroristas para ‘ataques no país e em outros lugares’, disse nesta terça-feira Jeh Johnson, o secretário de Segurança Interna.

“Dados os acontecimentos mundiais, a prudência dita uma maior vigilância na proteção de instalações do governo dos EUA e nosso pessoal”, afirmou Johnson, em um comunicado publicado no site do governo. “As razões para esta decisão são evidentes em si mesmas”, assinalou.

Leia também:

Polícia canadense divulga imagens de atirador em ação

Polícia investiga contatos de atirador; Ottawa reforça segurança

‘Nossos corações estão partidos’, diz premiê em enterro de soldado​

Na semana passada, a sede do Parlamento do Canadá foi atacada por um radical islâmico, que acabou matando um soldado antes de ser abatido.

O Serviço de Proteção federal (FPS, na sigla em inglês), ligado ao Departamento, é responsável pela segurança de mais de 9.500 prédios federais nos EUA. Johnson não especificou quais medidas serão tomadas para reforçar a segurança e se a medida vai contemplar todas as sedes.

O secretário pediu para que as autoridades estaduais e municipais se mantenham em alerta para potenciais ataques de indivíduos ou de pequenos grupos. Johnson também fez pediu para que os cidadãos americanos façam o mesmo e reportem atividades suspeitas para as autoridades.

Continua após a publicidade
Publicidade