Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA culpam ameaça terrorista para justificar ataques a americanos no exterior

Washington, 5 mar (EFE).- O secretário de Justiça dos Estados Unidos, Eric Holder, disse nesta segunda-feira que ataques ordenados pelo próprio governo contra cidadãos americanos no exterior seriam justificados pela existência de uma ameaça terrorista ao país, como no caso de membros da rede terrorista Al Qaeda.

Em um esperado discurso na escola de Direito da Universidade Northwestern de Chicago, Holder comentou o caso de Anwar al-Awlaki, clérigo muçulmano vinculado à Al Qaeda, nascido nos EUA e morto no ano passado em um ataque conjunto da CIA e das Forças Armadas do Iêmen de um avião não-tripulado (drone).

O alto funcionário ofereceu a justificativa legal mais detalhada até agora por parte do governo sobre aquela decisão. ‘Quando tais indivíduos tomam as armas contra este país e se unem à Al Qaeda para realizar ataques elaborados para assassinar outros americanos, deve haver uma resposta realista e apropriada’.

O secretário disse que a ameaça representada pelo clérigo justifica o ataque contra americanos, mas reconheceu que a decisão de matar um cidadão dos Estados Unidos ‘é uma das mais sérias que os líderes do governo podem enfrentar’.

No entanto, enfatizou, ‘devemos buscar detê-los de acordo com a Constituição’.

A Administração Obama foi criticada por grupos civis por se opor à revelação da opinião legal do Departamento de Justiça sobre a ordem de atacar Awlaki.

Segundo algumas organizações civis, de acordo com a Constituição, a ordem presidencial em um ataque dessas características requer primeiro a aprovação de um tribunal federal.

‘Somos uma nação em guerra, mas também de leis e valores’, indicou Holder. ‘É inegável o fato de que algumas das ameaças às quais enfrentamos vêm de um pequeno número de cidadãos americanos que decidiram cometer ataques violentos contra nosso país do exterior’. EFE