Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA creem que Rússia envenenou espião, diz embaixadora na ONU

A primeira-ministra britânica, Theresa May, já havia levantado suspeitas sobre o envolvimento russo no ataque ao antigo agente duplo Sergei Skripal

A embaixadora americana na Organização das Nações Unidas (ONU), Nikki Haley, disse nesta quarta-feira que os Estados Unidos acreditam que a Rússia é responsável por um ataque químico a um ex-espião russo e sua filha, que estavam na cidade de Salisbury, no Reino Unido. Nikki disse, ainda, que e o Conselho de Segurança da ONU deve tomar alguma ação.

“Os Estados Unidos acreditam que a Rússia é responsável pelo ataque a duas pessoas no Reino Unido usando um agente [químico] nervoso de grau militar”, disse Haley em uma reunião do Conselho de Segurança.

Na terça-feira, o presidente americano Donald Trump conversou por telefone com a primeira-ministra britânica, Theresa May. Durante a conversa, May afirmou que tem fortes motivos para acreditar que a Rússia está por trás do envenenamento do ex-agente duplo Sergei Skripal e sua filha, Yulia.

O governo britânico havia dado até terça-feira para que o presidente russo, Vladimir Putin, esclarecesse como uma arma química produzida por militares soviéticos foi usada em um envenenamento a um ex-espião russo no Reino Unido.

A Rússia, no entanto, não respondeu à solicitação das autoridades britânicas. Nesta quarta-feira, o governo de May anunciou a expulsão de 23 diplomatas russos do país e afirmou que nenhum membro da família real comparecerá à Copa do Mundo, que será realizada na Rússia.

(Com Reuters)