Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA autorizam até 110 voos regulares diários para Cuba

Os Estados Unidos e Cuba assinam nesta terça-feira um acordo sobre aviação civil que autoriza até 110 voos regulares diários para Havana e outros nove destinos na ilha. De acordo com funcionários do Departamento de Estado cubano, as autoridades locais começarão o processo de convite às empresas aéreas americanas interessadas em operar nessas rotas, e esperam anunciar os destinos já no próximo verão do hemisfério norte – período de férias em que milhares de americanos procuram locais com praias, como o México e o Caribe.

“Inicialmente, as empresas aéreas americanas serão autorizadas a realizar 20 voos regulares diários para Havana, o maior mercado, e é importante recordar que o nível atual é zero”, afirmou Thomas Engle, subsecretário da divisão de Transportes no Departamento do Estado americano. Por ora, as autoridades americanas incluíram no plano de aviação civil os aeroportos de Camagüey, Cayo Coco, Cayo Largo, Cienfuegos, Holguín, Manzanillo, Matanzas, Santa Clara e Santiago de Cuba.

Leia também

Hollande se reúne com Castro e insiste para Obama suspender embargo sobre Cuba

Autoridades de Miami rejeitam consulado de Cuba na cidade

Cuba diz que Obama é bem-vindo… desde que fique quieto

Os voos comerciais entre Cuba e Estados Unidos foram cancelados há meio século, mas desde meados dos anos 70 estão autorizados voos fretados sob determinadas condições. Em julho passado, os Estados Unidos e Cuba reabriram formalmente suas respectivas embaixadas, e os dois países estão agora empenhados em um longo e difícil processo de normalização de suas relações bilaterais.

(Da redação)