Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA apreendem navio norte-coreano por violar sanções

Embarcação era usada para o transporte de carvão e maquinário e circulava principalmente entre a Coreia do Norte e a China

Os Estados Unidos apreenderam um navio norte-coreano usado para o transporte de carvão e maquinário que teria driblado as sanções impostas pelo Tesouro americano ao país, afirmou o Departamento de Justiça nesta quinta-feira, 9.

A apreensão deve aumentar as tensões entre os dois países em um momento em que os esforços dos Estados Unidos para convencer a Coreia do Norte a desistir de seu programa nuclear estagnaram, após o fracasso da reunião de cúpula entre Donald Trump e Kim Jong-un no Vietnã em fevereiro.

A embarcação, chamada de M/V Wise Honest, era “usada para transportar carvão de forma ilícita da Coreia do Norte e entregar maquinário pesado à República Popular Democrática da Coreia”, explicou a pasta do governo dos Estados Unidos em comunicado.

Ainda segundo o Departamento de Justiça, os “pagamentos para manutenção, equipamento e melhorias do Wise Honest foram feitos em dólares americanos por meio de bancos americanos desavisados”.

A Coreia do Norte é alvo de sanções econômicas severas dos Estados Unidos e das Nações Unidas, em um esforço internacional para levar Pyongyang a acabar com seu programa nuclear. As restrições impostas pelos americanos atingem especialmente o setor de carvão mineral da Coreia do Norte, que tem papel importante na economia do país.

Não ficou claro quando o navio foi apreendido pelas autoridades americanas, mas um mandado de apreensão foi emitido por um juiz federal dos Estados Unidos em julho de 2018.

Segundo os documentos judiciais, as autoridades da Indonésia interceptaram a embarcação pela primeira vez em seu território em abril de 2018, prenderam seu capitão norte-coreano e o acusaram por violar as leis marítimas locais.

O capitão foi condenado em novembro de 2018 por “delitos relacionados à documentação imprópria do navio”, de acordo com a Justiça indonésia.

A embarcação costumava circular entre os portos da China e da Coreia do Norte e, segundo contratos citados no julgamento, tinha pelo menos uma parada marcada na Rússia. O navio tem 17.000 toneladas e quando foi detido estava carregando 25.500 toneladas de carvão norte-coreano.

No comunicado divulgado nesta quinta, o Departamento de Justiça afirmou que esta é a primeira apreensão do tipo e confirmou que a medida faz parte de uma campanha americana de “pressão máxima” contra o governo norte-coreano.

O anúncio da apreensão aconteceu no mesmo dia em que a Coreia do Norte lançou dois mísseis de curto alcance. A notícia de hoje complica ainda mais as negociações de Pyongyang com os Estados Unidos e a busca por um acordo de paz entre sul e norte-coreano.