Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

EUA ampliam vacinação contra Covid para todos a partir de 16 anos

'Por você, pelos seus vizinhos, pela sua família. Por favor, vá se vacinar', disse presidente Joe Biden ao anunciar expansão do programa de imunização

Por Da Redação Atualizado em 19 abr 2021, 15h35 - Publicado em 19 abr 2021, 15h00

A partir desta segunda-feira, 19, todos os americanos acima de 16 anos estão aptos a receber a vacina contra a Covid-19 em todos os estados do país, além da capital, Washington, e de Porto Rico. Em publicação em suas redes sociais, o presidente americano, Joe Biden, pediu que todos compareçam a postos de vacinação.

“A partir de hoje, todo americano está apto a receber a vacina contra a Covid-19. Por você, pelos seus vizinhos, pela sua família. Por favor, vá se vacinar”, diz o democrata em sua conta no Twitter.

O objetivo inicial de Biden quando chegou à Presidência, em janeiro, era aplicar 100 milhões de doses do imunizante nos 100 primeiros dias de seu governo. Com a meta alcançada com apenas 58 dias de governo, o mandatário decidiu dobrar a meta e chegou a afirmar, no dia 6 de abril, que todos os americanos poderiam ser vacinados no dia 19.  

Continua após a publicidade

“Chega de regras confusas. Chega restrições complicadas”, disse à época em discurso na Casa Branca. 

O sucesso na campanha de vacinação é grande e, com o ritmo atual, os EUA terão vacinado 70% de sua população em meados de junho. Em levantamento realizado em março, o índice de aprovação do atual presidente subiu quatro pontos percentuais em relação a janeiro.

Além disso, os Estados Unidos já começaram a apresentar sinais de melhora, com redução da curva de mortes pela doença. Em 12 de janeiro, o país atingiu o pico de óbitos registrados em 24 horas: 4.476. Em 14 de abril, esse número foi de apenas 956.  

Nos EUA, 40% da população americana já receberam ao menos uma dose da vacina, enquanto 25% já foram totalmente vacinados. Desde o início da pandemia, o país registrou mais de 31 milhões de casos do novo coronavírus e chegou a marca de 567 mil mortes. 

Apesar dos bons dados de vacinação, as autoridades sanitárias continuam alertando a população que a pandemia ainda não foi superada. Nos últimos sete dias, foram registrados 67.000 casos de Covid-19, um aumento em relação aos 54.000 que se registravam há um mês.

Em entrevista à imprensa, a diretora do Centro de Controle e Prevenção de Doenças, Rochelle Walensky, afirmou que a situação é “complicada”, especialmente devido ao aumento de casos e hospitalizações entre jovens.

Continua após a publicidade
Publicidade