Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA alertam China contra caçada de foragidos por agentes secretos

Casa Branca acusa Pequim de comandar operação secreta para pressionar chineses procurados por corrupção a retornar à terra natal

O governo americano detectou a atuação nos Estados Unidos de agentes secretos enviados por Pequim para pressionar expatriados a retornarem à China. A Casa Branca enviou alerta ao governo de Xi Jinping exigindo que a operação seja suspensa e que os agentes retornem imediatamente à China. Os alvos de Pequim são pessoas procuradas na China por acusações de corrupção.

Funcionários americanos ouvidos pelo jornal New York Times afirmaram que a ação dos agentes chineses nos EUA faz parte de uma campanha global de Pequim para caçar e repatriar chineses foragidos da Justiça, e em alguns casos, recuperar o dinheiro desviado por eles. O governo chinês nomeou a operação como ‘Operation Fox Hunt’, ou Operação de Caça a Raposa, em português.

Leia também:

China pede extradição de empresário que fugiu para os EUA

Jornal estatal chinês diz que guerra entre China e EUA pode ser inevitável

China ameaça avião dos EUA em águas internacionais

Os funcionários americanos, que só revelaram os detalhes do caso sob a condição de anonimato, afirmaram que os agentes chineses – que usam em sua maioria vistos para turistas – usam táticas coercitivas violentas para convencer os fugitivos a retornarem ao seu país de origem. O assédio, que inclui ameaças contra familiares na China, é uma prática que se intensificou recentemente, afirmaram as fontes.

O aviso, que foi enviado ao governo chinês nas últimas semanas, reflete a crescente irritação de Washington com Pequim. Recentemente, os EUA atribuíram a hackers chineses o ataque cibernético que vazou milhões de arquivos do governo americano. Essas tensões podem complicar a visita do presidente chinês, Xi Jinping, a Washington no próximo mês.

(Da redação)