Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Corpo achado no Texas pode ser de menina punida por recusar leite

Sherin Matthews, uma garota de apenas 3 anos, desapareceu após ser deixada sozinha na rua pelos pais na região de Richardson

Por Da redação Atualizado em 23 out 2017, 16h10 - Publicado em 23 out 2017, 11h37

O caso de uma menina de três anos desaparecida nos Estados Unidos após ser deixada sozinha fora de casa pelo pai como castigo por não beber seu leite pode ter terminado em tragédia. Segundo a polícia de Richardson, subúrbio do Texas onde a ocorrência foi registrada, o corpo de uma “pequena criança” foi encontrado na manhã deste domingo, o qual seria, “muito provavelmente”, da garota Sherin Matthews. Em comunicado, as autoridades anunciaram que aguardam por equipes do FBI para a coleta de evidências e identificar a vítima.

Wesley Mathews, de 37 anos, obrigou a filha adotiva, Sherin, a ficar sozinha junto a uma árvore do outro lado da rua da casa de onde vivem, às 3 horas da manhã, no dia 7 de outubro, como punição por não terminado de beber seu leite. Depois de quinze minutos, o pai voltou para ver a criança, mas ela não estava mais no local. A policia foi chamada apenas cinco horas após o ocorrido. Às autoridades, ele alegou ter visto coiotes perto do local onde deixou a filha.

Sherin, de acordo com a família, foi adotada há dois anos em um orfanato na Índia, sofrendo de desnutrição severa.  A criança, que também tinha problemas de desenvolvimento e de fala, precisava ser alimentada sempre que estivesse acordada, segundo Kevin Perlich, porta-voz da polícia de Richardson. O sargento revelou que o castigo da criança, que acabou deixada sozinha na rua, foi motivado pela “frustração” de Wesley com a situação na madrugada.

Wesley foi preso logo após o caso vir à tona, acusado de abandono e de colocar uma menor em situação de risco, mas foi solto após pagar fiança de 250 mil dólares. Sua esposa, que alega ter dormido por toda a madrugada do incidente, não foi acusada pelas autoridades. Outra filha do casal, de 4 anos, foi levada para acomodações de um serviço de proteção de menores. O caso continua sendo investigado pela policia, que divulgou que na manhã do incidente, entre às 4h e 5h, o carro da família não permaneceu na garagem da residência.

Continua após a publicidade

Publicidade