Clique e assine com até 92% de desconto

Estupro coletivo na Suécia é transmitido ao vivo pelo Facebook

Três jovens foram presos pelo crime após denúncias de usuários da rede social

Por Da redação 23 jan 2017, 22h01

Três homens acusados de estuprarem uma jovem na Suécia e transmitirem o crime ao vivo pelo Facebook foram presos nesta segunda-feira, informou a polícia local. O ato aconteceu no domingo, na cidade Uppsala, 70 quilômetros ao norte da capital do país, Estocolmo.

Os três suspeitos, nascidos entre 1992 e 1998, foram presos pela manhã em um apartamento, quando ainda estavam com a vítima, de 18 anos, graças a denúncias de usuários do Facebook. Quando a polícia chegou ao local, o vídeo ao vivo ainda estava em transmissão em um grupo fechado com cerca de 10.000 membros.

  • Josefine Lundgren foi uma das primeiras a alertar as autoridades. Segundo ela, o suspeito de 24 anos, considerado pela polícia como principal autor do crime, “arrancou as roupas” de sua vítima antes de estuprá-la e estava com uma arma. Segundo Lundgren, pelo menos sessenta pessoas estavam assistindo à transmissão e havia comentários de apoio, incluindo um escrito “três contra uma”, seguido de risadas.

    Em entrevista coletiva, os investigadores pediram que qualquer pessoa que tenha salvado as imagens da agressão entregue o material à polícia. O vídeo não está mais disponível na rede social, porém, não ficou claro se foi apagado pelas autoridades ou pelo próprio Facebook. “Temos algumas imagens e vídeos, mas não temos fragmentos que mostrem a agressão em si”, disse o vice-procurador em Uppsala, Magnus Berggren.

    (Com AFP)

    Continua após a publicidade
    Publicidade