Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Estupro coletivo de motorista de ônibus causa comoção na Colômbia

Uma motorista de ônibus em Bogotá foi abusada por pelo menos três pessoas que abordaram o veículo, que estava vazio, quando percorria sua rota habitual, crime que causou indignação e comoção na Colômbia. A polícia de Bogotá detalhou nesta sexta-feira que o estupro aconteceu na noite de quinta (23h00 em Bogotá, 1h00 desta sexta em Brasília), quando o ônibus do Sistema Integrado de Transporte Público (SITP) que a mulher conduzia transitava pelo bairro de Kennedy, no sudoeste da capital.

Dois homens e uma mulher subiram no veículo e ameaçaram a motorista com facas e um bastão de madeira. Um deles tomou o controle do ônibus enquanto os outros dois levaram a mulher para o fundo do veículo, onde ela foi espancada e violentada. Fontes policiais citadas pela imprensa local confirmaram que os indivíduos utilizaram “objetos” para agredir sexualmente a motorista, que foi abandonada seminua em outra parte da região sudoeste da cidade.

Leia também

Hospital sueco abre setor de emergência para homens vítimas de estupro

Índia, o país dos estupros

Juízes livram estuprador alegando que vítima de 6 anos era gay

O coronel da polícia Luis Barreira explicou aos jornalistas que a mulher, que está internada no Hospital Policlínico de Olaya, relatou o crime aos agentes e está colaborando com a elaboração de retratos falados de seus agressores. Barreira pediu ajuda da população “para que forneça informação” sobre os suspeitos, e destacou que a polícia oferece uma recompensa de 10 milhões de pesos (11.700 reais). O prefeito de Bogotá, Gustavo Petro, afirmou em sua conta no Twitter que “há um crescimento acelerado de ataques a motoristas SITP que não podem ficar impunes, menos ainda quando se tratam de mulheres trabalhadoras”.

(Com agência EFE)