Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Estados Unidos condenam ataque contra israelenses na Bulgária

Washington, 18 jul (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, condenou nesta quarta-feira o atentado contra um ônibus de turistas israelenses na Bulgária, que causou a morte de sete pessoas, e reiterou seu compromisso ‘inquebrável’ com a segurança de Israel.

‘Estes ataques contra civis inocentes, incluindo crianças, são totalmente degradantes’, disse o líder americano.

O presidente expressou o ‘compromisso inquebrável com a segurança de Israel’ e reiterou a ‘profunda amizade e solidariedade com o povo israelense’.

A secretária de Estado, Hillary Clinton, afirmou em outro comunicado que os Estados Unidos oferecerão ‘toda assistência necessária’ e trabalharão com seus parceiros ‘para que os responsáveis sejam detidos rapidamente e levados à justiça’.

Horas antes da declaração presidencial, o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, comentou que os Estados Unidos estão comovidos com a tragédia. ‘Estamos com o povo de Israel e o povo da Bulgária neste difícil momento’.

O atentado contra um ônibus com turistas israelenses na cidade búlgara de Burgas causou sete mortes e deixou 31 pessoas feridas, segundo autoridades búlgaras.

No momento da explosão, 40 turistas estavam dentro do veículo, e o fogo se espalhou por mais dois ônibus que estavam estacionados próximo ao local do atentado.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse que o Irã é responsável pelo atentado. ‘Todos os sinais levam ao Irã’, afirmou Netanyahu, que acrescentou que ‘Israel reagirá com determinação perante o terrorismo iraniano’. EFE