Clique e assine a partir de 9,90/mês

Estado Islâmico mantém 70 mil civis presos em cidade iraquiana

Objetivo dos terroristas é usar população como escudo humano diante de iminente ação do Exército do país

Por Da redação - Atualizado em 20 Aug 2016, 09h19 - Publicado em 20 Aug 2016, 09h13

Pelo menos 70.000 pessoas, todos civis, são mantidas presas na cidade iraquiana de Al Qayara pelos terroristas do Estado Islâmico (EI), informou neste sábado à agência EFE o prefeito local, Saleh al Jubouri.

De acordo com ele, o objetivo do grupo é usar os civis como escudos humanos em vista de uma iminente ofensiva das tropas iraquianas para libertar Al Qayara, um importante reduto dos terroristas situado a 55 quilômetros ao sul da cidade de Mossul. O Exército já conseguiu libertar ao longo dos últimos dias várias localidades na periferia de Al Qayara.

Para atrasar a ofensiva, o EI queimou poços de petróleo de modo a dificultar, com a fumaça, as operações da aviação militar iraquiana. Os gases tóxicos resultantes da ação mataram trinta civis por asfixia, segundo Al Jubouri.

(Com agência EFE)

Publicidade