Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Estado Islâmico invade prédio do governo em Ramadi, no Iraque

Terroristas ocuparam grande parte da cidade, localizada a 100 quilômetros de Bagdá. Ao menos dez pessoas foram mortas em confrontos na região

Terroristas do Estado Islâmico invadiram o principal prédio do governo em Ramadi, capital da província de Anbar, a maior do Iraque, e hastearam uma bandeira do grupo no local. Os extremistas também ocuparam a maior parte da cidade do oeste do país na madrugada de quinta para sexta-feira e anunciaram vitória nos alto-falantes de mesquitas pela cidade.

Segundo fontes policiais, os membros do EI usaram seis carros-bomba para chegar ao centro da cidade e ao complexo que abriga diversos prédios do governo. Ao menos dez policiais foram mortos durante o ataque e cinquenta foram feitos reféns.

Leia também:

Palmira, joia arqueológica mundial, está ameaçada por jihadistas

Após morte de número 2, chefe do Estado Islâmico divulga mensagem em áudio

Coalizão aniquila o ‘número 2’ do Estado Islâmico

Os confrontos se seguiram ao longo do dia – o Exército ainda detém o controle de um centro de comando militar. “A situação em Ramadi é terrível, mas a cidade ainda não caiu e a batalha contra os criminosos do Daesh (EI) está em curso”, afirmou o governador da província de Anbar, Sohaib al-Rawi, em sua conta do Twitter.

Ramadi vem sendo alvo dos terroristas desde o ano passado, mas os conflitos se intensificaram em abril, depois que o EI renovou sua ofensiva e ampliou o controle no norte e no leste da cidade.

O risco de a capital de Anbar ser tomada pelos terroristas representa um revés para o governo iraquiano. Algumas semanas atrás, as autoridades comemoravam a ação do Exército e de milícias xiitas na retomada do controle de Tikrit, que estava nas mãos dos jihadistas.

(Da redação)