Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Estado Islâmico assume autoria de atentado que deixou 14 mortos em Bagdá

O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) assumiu a autoria do atentado contra um grupo de peregrinos xiitas no sul de Bagdá, no Iraque, nesta segunda-feira. As explosões deixaram ao menos 14 mortos e 30 feridos. Em um breve comunicado divulgado nas redes sociais, cuja veracidade não pôde ser confirmada, o EI afirmou que um de seus combatentes, identificado como Seif al Din al Ansari, cometeu o ataque enquanto dirigia um veículo com uma carga de explosivos.

Leia também:

Manifestantes invadem Parlamento iraquiano

Atentados suicidas e ataques deixam pelo menos 25 mortos no Iraque

Estado Islâmico mata 30 em atentado em estádio no Iraque

Segundo os jihadistas, o atentado matou cerca de 40 peregrinos, número muito superior ao calculado até o momento pelas autoridades locais. Os fiéis, de nacionalidade iraquiana, se dirigiam à cidade de Al Kazemiya, ao norte da capital, para celebrar a morte do sétimo imã dos xiitas, Moussa ao Kazem, que viveu no século VIII. O auge da celebração acontecerá nesta terça-feira.

A polícia e o Exército iraquianos reforçaram nesses dias suas medidas para garantir a segurança das estradas pelas quais transitam os peregrinos xiitas. O ataque terrorista desta segunda-feira ocorre um dia depois da explosão simultânea de dois carros-bomba na cidade de Samaua, 280 quilômetros ao sul de Bagdá, que deixou ao menos 35 mortos.

(Com agências de notícia)