Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Espanha prende jovem que preparava massacre

Homem de 21 anos pretendia imitar ataque na escola de Columbine, nos EUA

Por Da Redação 4 out 2012, 09h34

A polícia espanhola prendeu na quarta-feira um jovem que pretendia espalhar bombas em um campus universitário para imitar o massacre ocorrido em 1999 na escola americana de Columbine, que deixou 13 mortos, anunciaram autoridades do país nesta quinta-feira. O homem foi detido em Palma de Malhorca, no arquipélago mediterrâneo das Baleares, quando recebia mais de 140 quilos de explosivos que havia adquirido na internet.

“Agentes da Polícia Nacional prenderam um jovem de 21 anos disposto a espalhar bombas na Universidade das Ilhas Balears e imitar o massacre de Columbine, no qual dois jovens acabaram com a vida de 13 pessoas”, disse a polícia local em um comunicado.

A detenção aconteceu ontem após uma investigação que começou há cinco meses, quando a polícia detectou na internet comentários alusivos ao massacre na escola de Columbine, nos Estados Unidos. “O detido havia feito diversos comentários na internet nos quais afirmava se identificar com os autores do massacre de Columbine, Estados Unidos”, afirmaram as autoridades.

“Ele inclusive tinha um blog no qual manifestava seu ódio, paixão pelas armas e como fabricar diversos tipos de explosivos”, completaram. No dia 20 de abril de 1999, dois adolescentes mataram a tiros 12 estudantes e um professor nessa escola do estado do Colorado, antes de suicidar-se.

Segundo informou a polícia, o jovem, cujo nome tem as iniciais J.M.M.S, possuía um diário pessoal em sua residência no qual manifestava ‘o ódio contra a sociedade, especialmente contra os estudantes universitários’, e a decisão de colocar estrategicamente bombas do tipo tubo repletas de pedaços de ferro no campus, admitindo a hipótese de suicídio durante o massacre.

(Com agências EFE e France-Presse)

Continua após a publicidade

Publicidade