Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Escolas públicas de Israel terão aulas obrigatórias de árabe

Segundo autoridades, o objetivo da medida é estimular a aproximação cultural entre os povos

O governo israelense anunciou um novo programa educacional que tornará obrigatório o ensino do idioma árabe nas escolas públicas de todo o país. Operando como projeto-piloto em 170 escolas de Israel desde o começo do ano, o programa prevê aulas de árabe a partir da quinta série do primeiro grau.

As autoridades do setor de educação israelense afirmam que a nova iniciativa, chamada de Ya Salam, vai transformar o ensino do idioma em uma ponte cultural e promover a tolerância entre judeus e árabes.

Segundo o jornal Haaretz, o aumento na demanda de matrículas de estudantes em aulas do idioma árabe levou as autoridades do Ministério da Educação israelense a repensar o currículo nacional.

“Vivemos em um país que tem dois idiomas oficiais”, afirmou Shlomo Alon, chefe do setor de Educação Árabe e Islâmica no Ministério da Educação israelense, ao Haaretz. “Estudar o árabe vai promover tolerância e transmitir uma mensagem de aceitação.”