Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Escócia: helicóptero é retirado de local de acidente que deixou 9 mortos

Trinta e duas pessoas ficaram feridas, sendo que onze ainda estão internadas

Por Da Redação - 2 dez 2013, 20h59

Os trabalhos de resgate das vítimas de um acidente em Glasgow, na Escócia, foram encerrados nesta segunda-feira com um total de nove mortos. Na noite de sexta, um helicóptero da polícia caiu sobre um bar. Os três tripulantes da aeronave morreram. Outras seis vítimas estavam no pub no momento da queda. Trinta e duas pessoas ficaram feridas – onze ainda estão internadas, três delas em estado grave, segundo a rede britânica BBC.

O resgate foi concluído depois da remoção, na manhã desta segunda-feira, do helicóptero que ainda estava no teto do pub. Os destroços foram levados para a base da Agência de Investigação de Acidentes Aéreos em Farnborough, no condado de Hampshire, onde serão analisados.

O subinspetor-chefe da agência, David Miller, afirmou que o piloto não fez nenhuma chamada de emergência antes da queda. “Não houve transmissões de emergência a partir do piloto antes do acidente”, disse. “Posso confirmar que o helicóptero não tem uma caixa-preta. No entanto, tem um número significativo de modernos sistemas eletrônicos a bordo e isso deve tornar possível a recuperação de dados gravados a partir desses sistemas”, explicou.

O subinspetor também afirmou que, a princípio, nenhuma peça do aparelho se desprendeu da aeronave, um Eurocopter EC132 T2 da polícia escocesa. Miller antecipou que espera ter um relatório preliminar “muito em breve”.

Publicidade

A polícia confirmou que o aparelho foi inspecionado em julho por recomendação da empresa que a operava, a Bond Air Services, depois de o mesmo modelo ter apresentado falhas. A inspeção não encontrou nenhum defeito.

(Com agência EFE)

Publicidade