Clique e assine a partir de 9,90/mês

Escândalo sexual com apresentador da BBC choca ingleses

Segundo a polícia, número de vítimas de Jimmy Savile 'está muito perto de 300'

Por Da Redação - 26 out 2012, 12h48

Um excêntrico e popular apresentador de rádio e televisão acusado de abusar sexualmente de 300 pessoas ao longo de quatro décadas. O caso está mobilizando a opinião pública na Grã-Bretanha e trazendo questionamentos sobre a atuação de meios de comunicação como a BBC, uma das emissoras de maior prestígio do mundo.

Entenda o caso

  1. • Por décadas, o excêntrico apresentador de rádio e televisão Jimmy Savile foi uma das figuras mais queridas da rede BBC. Ele morreu em outubro de 2011, com 84 anos.
  2. • Um ano depois, a polícia britânica abriu uma investigação sobre ele, após centenas de denúncias de abusos sexuais – em sua maioria contra adolescentes e mulheres.
  3. • A BBC é acusada de ter acobertado o escândalo, e o diretor-geral da emissora, George Entwistle, está sendo duramente criticado por sua conduta diante da crise.

Jimmy Savile, que durante anos foi uma das figuras mais queridas da rede britânica BBC, morreu em outubro de 2011, aos 84 anos. Um ano depois de sua morte, a polícia começou a investigar uma série de denúncias de abusos sexual contra o comunicador. O inquérito abrange centenas de pessoas, muitas delas adolescentes e quase todas mulheres. As denúncias, que foram apresentadas inicialmente pela emissora concorrente ITV, chocaram os britânicos.

Na noite de quinta-feira, a Scotland Yard afirmou que o número de vítimas do antigo apresentador “está muito perto de 300”. Os policiais anunciaram que devem efetuar prisões nos próximos dias, mas dizem que, embora haja indícios de que “pessoas de destaque” possam tê-lo acobertado e auxiliado, até o momento não há razão para se crer na existência de uma “rede de pedofilia”. Após ouvirem 130 pessoas, os agentes registraram 114 relatos de agressão sexual ligados a funcionários da BBC, sendo que na maioria dos casos o agressor foi identificado como Savile.

Escândalo – A BBC é acusada de ter acobertado os casos de abuso, e está sendo questionada pelo cancelamento da produção de um programa investigativo sobre o caso. O escândalo também respingou no ex-diretor-geral da rede britânica Mark Thompson, prestes a assumir o comando da empresa The New York Times. Sua contratação pelo jornal americano é contestada, já que ele comandava a BBC quando ocorreu o cancelamento da edição do telejornal que falaria sobre o caso. Thompson diz que não sabia das acusações contra Savile.

Na última terça-feira, o diretor-geral da BBC, George Entwistle, apareceu diante do Parlamento britânico para prestar esclarecimentos sobre as investigações do caso. Ele está sendo duramente criticado por sua conduta diante da crise, uma das piores em 90 anos de história da organização.

Quando Savile era apresentador e DJ, foi agraciado com o título de “Sir” pela realeza britânica por seu trabalho filantrópico. Ele era célebre por sua imagem exótica, ostentando joias de ouro, um charuto e cabelos claros. Um programa da emissora britânica ITV, que foi ao ar no último dia 3 de outubro, trouxe depoimentos de diversas mulheres que diziam ter sido abusadas quanto ainda eram menores de idade. Nos dias seguintes, diversas outras vítimas foram à público fazer denúncias semelhantes. O primeiro-ministro David Cameron disse que a BBC tem sérias questões a responder. A emissora é financiada com uma taxa anual paga por todas as residências com ao menos um televisor.

Continua após a publicidade
Publicidade