Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Escândalo de pedofilia rende multa milionária a universidade americana

A Universidade do Estado da Pensilvânia (leste), cujo ex-treinador de futebol americano foi declarado culpado de agressão sexual contra ao menos dez adolescentes, foi multada nesta segunda-feira em 60 milhões de dólares pelo órgão que administra o esporte universitário nos Estados Unidos.

A Associação Atlética Nacional Universitária (NCAA, na sigla em inglês) também suspendeu Penn State University das eliminatórias nacionais por quatro anos.

Além disso, todos os resultados da equipe obtidos entre 1998 e 2011 serão eliminados dos registros da NCAA. A multa de 60 milhões de dólares equivale aproximadamente a um ano da venda de ingressos da equipe de futebol americano da universidade.

Jerry Sandusky, ex-treinador de futebol americano da instituição, foi condenado em junho por abusar de dez meninos em um período de 15 anos. O caso comoveu o país e manchou o prestígio da universidade.

Entre os pelo menos dez meninos que foram agredidos sexualmente entre 1994 e 2008 está seu filho adotivo. Sandusky foi condenado a cumprir uma sentença de 156 anos de prisão.

Sandusky era assistente de Joe Paterno, lendário treinador da Penn State que morreu em janeiro, depois de o escândalo vir à tona. Paterno era considerado o treinador com o maior número de vitórias no futebol americano universitário, mas agora perdeu o título.

A condenação de Sandusky, no início de novembro, provocou uma série de renúncias e demissões de funcionários da universidade. O escândalo levou à destituição de Joe Paterno, por não ter informado as autoridades de que Sandusky havia sido visto abusando de um adolescente no vestiário.

Uma estátua de Joe Paterno instalada recentemente no campus da universidade foi retirada no domingo.