Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Erdogan condena atentado de Istambul que deixou 16 feridos

Por Da Redação 1 mar 2012, 10h17

(Acrescenta declarações de Erdogan e aumenta número de feridos)

Istambul, 1 mar (EFE).- O primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, condenou o atentado contra ônibus da Polícia em Istambul que deixou 16 feridos nesta quinta-feira e disse que o terrorismo não alcançará seus objetivos, informaram os canais de notícias locais.

‘Ninguém será capaz de destruir a estabilidade da Turquia. Esse terrorismo perderá força a cada dia pela coordenação dos nossos agentes de segurança’, disse o líder islâmico moderado em uma breve declaração pública.

Ao todo, 15 policiais e um civil sofreram ferimentos leves no atentado ocorrido no centro de Istambul, perto da Presidência provincial do governamental Partido Justiça e Desenvolvimento (AKP) e da sede da MÜSIAD, patronal de empresas de caráter islâmico.

O diretor da Polícia da cidade, Hüseyin Çapkin, explicou que a bomba foi colocada em uma moto e detonada por controle remoto quando o veículo da Polícia passava, no qual viajavam 21 agentes das forças de intervenção rápida.

O governador de Istambul, Avni Mutlu, acrescentou que o explosivo era do tipo plástico, informou a agência de notícias semioficial ‘Anadolu’. A possível autoria do ataque ainda não foi informada, apesar de nos últimos anos Istambul ter sido palco de vários atentados do PKK com métodos similares ao desta quinta-feira.

Os Falcões da Liberdade do Curdistão (TAK), um grupo armado dissidente do PKK, assumiram a autoria dos últimos atentados contra a Polícia em Istambul. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade