Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Equipes de socorro reforçam túnel para resgatar mineiros no Peru

Brigadas especializadas em reforçar túneis em minas se juntaram nesta segunda-feira aos trabalhos de resgate dos nove mineiros presos desde quinta-feira em uma jazida clandestina no sul do Peru.

A chegada das duas brigadas com 20 especialistas de companhias mineradoras peruanas trouxe otimismo às famílias dos mineiros presos.

Os mineiros estão presos desde quinta-feira em um túnel horizontal, após um deslizamento na colina onde está a mina de cobre Cabeça de Negro, no bairro de Quilque, na região de Ica.

Os nove mineiros estão vivos, recebem líquidos, alimentos e oxigênio através de um tubo metálico pelo qual também se comunicam com os socorristas e seus familiares.

Seu estado de saúde é estável, apesar de alguns apresentarem quadros de angústia pela incerteza sobre quanto tempo terão de permanecer presos debaixo da terra.

No domingo, a cautela parecia ter predominado entre os socorristas a respeito de um final feliz do resgate, no momento em que o governo se envolvia no caso e enviava à região o primeiro-ministro Oscar Valdés e o ministro de Minas e Energia, Jorge Merino.

O engenheiro de minas César Alarcón Medina, que foi ao local para dar seu apoio, afirmou à AFP que o refúgio bloqueado está em uma região curva e, segundo seus cálculos, tem uma largura de cerca de cinco metros.

Alarcón prefere não dar uma previsão de quanto tempo levarão para retirar os mineiros. “Tudo depende do que encontrarmos” à medida que a escavação avança.

A mina Cabeça de Negro é uma jazida artesanal e informal explorada em condições precárias depois que a mina foi abandonada há mais de duas décadas por seus proprietários.