Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Equador expulsa embaixadora venezuelana do país

Ministro de Nicolás Maduro acusou o presidente equatoriano, Lenín Moreno, de mentir sobre imigração de cidadãos da Venezuela

O Equador expulsou nesta quinta-feira (18) a embaixadora da Venezuela no país, Carol Delgado. A decisão foi tomada depois que, na quarta-feira, o ministro venezuelano de Comunicação e Informação, Jorge Rodríguez, acusou o presidente Lenín Moreno de mentir sobre o número de imigrantes de seu país que se abrigaram em território equatoriano.

“Devido às afirmações ofensivas feitas pelo ministro de Comunicação e Informação da Venezuela, Jorge Rodríguez, contra o presidente, Lenín Moreno Garcés, o governo resolveu expulsar do nosso país a embaixadora da Venezuela no Equador”, diz um comunicado oficial da Chancelaria equatoriana.

“O Equador não tolerará nenhuma mostra de falta de respeito às suas autoridades”, acrescentou a nota.

O ministro de Comunicação da Venezuela considerou uma mentira o número oficial de 6.000 venezuelanos que chegam ao Equador, mencionado por Moreno. Mais de 2,3 milhões de venezuelanos deixaram o país desde 2015, com o agravamento das crises econômica e humanitária e a perseguição política a opositores do regime de Nicolás Maduro.

Rodríguez afirmou que a chancelaria equatoriana também apresentou dados “inflados” sobre a entrada de venezuelanos. O total, afirmou o ministro, é “muito menor” do que aquele com que Quito trabalha.

Caracas não pode responder à decisão, em reciprocidade, porque não há um embaixador venezuelano no Equador. Há, contudo, outros representantes diplomáticos de menor escalão.

(Com EFE)