Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Entenda o vulcão de lama, fenômeno que causou explosão no Mar Cáspio

Erupção provocou uma grande bola de fogo visível na costa do Azerbaijão na noite de domingo

Por Da Redação Atualizado em 6 jul 2021, 12h43 - Publicado em 6 jul 2021, 12h37

Uma forte explosão perto de uma plataforma de petróleo no Mar Cáspio foi causada por um vulcão de lama que entrou em erupção, provocando uma grande bola de fogo visível na costa do Azerbaijão na noite de domingo, 4. O incidente ao sul da capital Baku ocorreu por volta das 21h30, no horário local, e deixou muitos curiosos sobre o fenômeno.

Apesar das imagens impressionantes, ninguém ficou ferido. Na segunda-feira, o vulcão ainda continuava em chamas, mas o fogo não criou ameaças aos moradores e às plataformas de óleo e gás próximas do local.

Inicialmente, a mídia local afirmou que a explosão havia acontecido na própria plataforma de petróleo, o que foi negado rapidamente pela Companhia de Petróleo Estatal da República do Azerbaijão (SOCAR), que afirmou que nenhum acidente havia ocorrido. Rumores sobre uma explosão em um navio também foram negados.

À agência de notícias APA, o porta-voz da SOCAR, Ibrahim Ahmadov, afirmou que a explosão ocorreu a cerca de 10 km do campo de gás Umid, que fica a 75 km da costa de Baku. A região é conhecida por ter uma alta concentração de vulcões que expelem lama e gases inflamáveis.

Este conhecimento foi ressaltado pelo diretor do serviço sismológico do país, Gurban Yetirmishli, que confirmou que não houve acidentes nas plataformas de petróleo.

Continua após a publicidade

“Este é um sinal de um vulcão de lama. Existem muitos vulcões de lama no Mar Cáspio, um dos quais entrou em erupção”, disse. Ao todo, estima-se que existam mil vulcões de lama no mundo e 400 deles estão no Azerbaijão. 

Vulcões de lama são formados no subsolo por água, minerais e gases inflamáveis, que podem entrar em ignição quando entram em erupção, e são muito similares a vulcões tradicionais, mas sem a lava. Quando entra em erupção, essa mistura criada é forçada para a superfície, o que gera as “bolas de fogo”.

Embora seja incerto como um vulcão de lama pode entrar em chamas de forma natural, uma das teorias é que isso acontece quando uma mistura de gases inflamáveis sofre uma ignição pelo atrito de minerais que estão em colisão.

“Os vulcões de lama no Azerbaijão são alguns dos maiores e mais violentos do mundo. Há, em média, diversas grandes erupções de vulcões de lama todos os anos, e muitas delas podem ter grandes chamas”, explicou Mark Tingay, geofísico da Universidade de Adelaide, em publicação no Twitter, junto a um vídeo de uma explosão em 2012.

A explosão, segundo especialistas, pode estar atrelada a um vulcão chamado Makarov Bank, que explodiu em 1958, liberando uma coluna de chamas de mais de 500 metros de altura e 150 metros de largura.

Continua após a publicidade
Publicidade