Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Enriquecimento de urânio pauta negociações com Irã

Membro de delegação iraniana afirmou que exigência do Ocidente para o país interromper a prática é uma “linha vermelha” para a sequência das conversas

Por Da Redação
7 nov 2013, 20h51

A nova rodada de negociações entre representantes do Grupo 5+1 (os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU mais a Alemanha) e a delegação iraniana escolhida pelo presidente Hassan Rohani ficou marcada pelas divergências em um ponto crucial para garantir que o Irã não desenvolverá a tecnologia necessária para a criação da bomba atômica. Segundo a rede CNN, as conversas desta quinta-feira em Genebra, na Suíça, foram pautadas pelo enriquecimento de urânio. “A principal intenção é chegar à raiz do problema, que é o enriquecimento e todas as outras coisas que levam a isso”, disse Michael Mann, um porta-voz da chefe de política externa da União Europeia, Chaterine Ashton.

Leia também:

​Presidente iraniano prega fim da rivalidade com os EUA​

Após conversa com Rohani, Obama faz discurso otimista

As conversas, no entanto, parecem não ter sido muito produtivas. Um membro da delegação iraniana disse à imprensa estatal que o país não irá interromper o enriquecimento de urânio e qualificou a exigência, apoiada por uma resolução da ONU, de “linha vermelha” para a sequência das conversas. “O enriquecimento é nossa linha vermelha e sua interrupção é inaceitável”, disse o vice-chanceler Abbas Araqchi. Maiores detalhes colocados à mesa de negociações por Estados Unidos, Grã-Bretanha, China, Rússia e França não foram divulgados.

Continua após a publicidade

Nenhuma equipe de negociação chegou a confirmar se questões técnicas foram debatidas em Genebra. A preferência dos diplomatas é manter os assuntos conversados no maior sigilo possível. “As negociações são muito complexas e estão indo para uma fase séria. Queremos manter o foco e esperamos fazer algum progresso concreto nos próximos dias”, disse Mann. A necessidade de apresentar resultados rápidos sobre a questão nuclear levou os Estados Unidos a organizarem um encontro bilateral com a delegação iraniana nesta quinta-feira. A reunião entre representantes liderados por Araqchi e a subsecretária de estado americano, Wendy Sherman, durou aproximadamente uma hora, segundo a CNN.

Leia mais:

Kerry diz que EUA vão buscar diálogo, mas terão cuidado com Irã

Netanyahu diz que presidente iraniano é ‘lobo em pele de cordeiro’

Continua após a publicidade

O Irã diz que seu programa nuclear é pacífico, mas esconde detalhes sobre ele e impede vistorias da ONU. Potências ocidentais temem que Teerã esteja enriquecendo urânio para fabricar armas nucleares. As conversas desta quarta-feira configuraram a segunda rodada de negociações desde a chegada ao poder de Rohani, em agosto, e a renovação da equipe iraniana que negocia a questão nuclear. O último debate será realizado nesta sexta-feira.

Histórico – Na primeira rodada de negociações em Genebra, ocorrida em outubro, o chanceler iraniano Mohammad Javad Zarif afirmou que as conversas foram “extensas e frutíferas”. Catherine Ashton acrescentou que os representantes internacionais estão analisando uma proposta do Irã, mas reforçou que os outros detalhes do encontro serão mantidos em sigilo. Além disso, os negociadores do grupo 5+1 reiteraram que não tiveram tempo para debater todos os pontos referentes ao programa nuclear iraniano e às sanções impostas ao país.

O único ponto da proposta iraniana que se tornou público foi a indicação de que Teerã poderia permitir visitas sem aviso prévio dos inspetores da ONU nas instalações nucleares do país. A sinalização foi considerada positiva pelo grupo 5+1.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.