Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Engenheiro morreu por muito trabalho

Um funcionário da empresa automobilística Toyota morto em janeiro de 2006, aos 45 anos, foi vítima do excesso de trabalho, conforme reportagem do jornal The Guardian publicada nesta quinta-feira. O engenheiro sofreu uma isquemia no coração em sua casa na cidade de Toyota, no centro do Japão, onde também fica a sede da fabricante de automóveis. Segundo a família, que não quis revelar o nome do funcionário, ele costumava exceder seu tempo de serviço mensal em oitenta horas e trabalhava durante noites e finais de semana, além de ser freqüentemente requerido para viagens internacionais.

A Toyota divulgou uma nota lamentando o ocorrido e se comprometendo a cuidar melhor da saúde de seus trabalhadores. Em 1987, o governo japonês reconheceu pela primeira vez uma morte em decorrência de excesso de trabalho. A karoshi, como ficou conhecida, é um mal recorrente no Japão.