Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Enchentes matam mais de 300 pessoas no Paquistão

Inundações que assolam o país há três dias já deixaram 100.000 desabrigados

O número de mortos em três dias de inundações no Paquistão já passa de 300 nesta sexta-feira, segundo funcionários do governo. As chuvas que assolaram o país na última semana causaram deslizamentos de terra e deixaram aldeias submersas. Quase 100.000 pessoas tiveram que deixar suas casas.

As chuvas de monções atingiram principalmente a região noroeste do país. Mian Iftikhar Hussain, ministro da Informação da província de Khyber-Pakhtunkhwa, disse que essas são as piores enchentes na região desde 1929 e estima em 400.000 o número de pessoas que não conseguem deixar suas vilas. Nos últimos três dias, ao menos 291 pessoas morreram em várias partes desta província.

Equipes de resgate têm pouca infra-estrutura e equipamentos para alcançar pessoas que estão isoladas em aldeias distantes. “A operação de resgate com helicópteros não pode ser realizada devido ao mau tempo, enquanto há apenas 48 barcos de salvamento disponíveis”, disse Hussain na quinta-feira. Uma barragem recém-construída no distrito de Charsadda também desabou, deixando 5.000 casas submersas na área, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU).

É provável que o mau tempo também tenha contribuído para a queda de um avião em Islamabad, que deixou 152 mortos.