Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Enchentes deixam sete mortos no sul da Espanha

Regiões de Andaluzia e Múrcia foram as mais afetadas pelas fortes chuvas

Por Da Redação 29 set 2012, 05h06

Pelo menos sete pessoas morreram, entre elas uma criança, no sul da Espanha por causa das enchentes provocadas pelas fortes chuvas que atingiram a região. Das vítimas, quatro foram registradas na Andaluzia, nas províncias de Almería e Málaga, e três em Múrcia, na área de Lorca e Puerto Lumbreras. As inundações também deixaram centenas de pessoas desabrigadas e causaram danos estruturais, como o afundamento de duas pontes.

Em Almería, foram encontrados os corpos de um homem e uma mulher em um veículo. Na mesma cidade, um idoso morreu enquanto era transferido de helicóptero e uma mulher se afogou depois que um rio transbordou. Em Múrcia, uma das vítimas foi uma menina de nove anos que viajava com a família em um carro que foi surpreendido pela força das águas. O segundo falecido na região, um homem de 65 anos, foi encontrado dentro de seu veículo. Outra vítima na província foi um motorista arrastado pela água quando cruzava um canal.

Destruição – Algumas pessoas se refugiaram nos telhados de suas casas e cerca de 600 habitantes tiveram que ser evacuados apenas em Andaluzia, onde as autoridades declararam alerta vermelho, devido ao risco extremo de chuvas no sul do país. As fortes chuvas fizeram rios transbordarem causando estragos em casas, instalações agrícolas e na rede de estradas. As chuvas causaram cenas desoladoras: árvores arrancadas, pontes destruídas, estradas derrubadas e enormes trombas de água e barro que corriam com força e cobriam ruas e casas.

O temporal afetou outras 24 províncias do leste da Espanha, especialmente o litoral mediterrâneo. A previsão das autoridades é de que as chuvas continuem durante o sábado.

(Com agências EFE e France-Presse)

Continua após a publicidade
Publicidade