Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Empresa russa Gazprom suspende transporte de gás para Europa via Polônia

O anúncio ocorre um dia depois que a Rússia sancionou mais de 30 empresas de energia, ameaçando o continente europeu, que depende da energia russa

Por Da Redação Atualizado em 12 Maio 2022, 14h00 - Publicado em 12 Maio 2022, 13h46

A Gazprom, gigante estatal do gás da Rússia, anunciou nesta quinta-feira, 12, que vai interromper o transporte de gás natural por meio de um de seus principais gasodutos, o Yamal-Europa, que atravessa a Polônia.

O anúncio ocorre um dia depois que a Rússia sancionou mais de 30 empresas de energia – incluindo a polonesa EuRoPol GAZ S.A., proprietária da parte polonesa do gasoduto Yamal-Europe –, em retaliação aos embargos adotadas pelo mundo ocidental contra a invasão da Ucrânia por Moscou.

“Para a Gazprom, isso significa a proibição do uso de um gasoduto de propriedade da EuRoPol GAZ para transportar gás russo através da Polônia”, disse o porta-voz da Gazprom, Sergei Kupriyanov, em comunicado.

Kupriyanov também acusou a Polônia de violar “repetidamente” os direitos da Gazprom como acionista da EuroPol ao sancionar a gigante de energia russa no final de abril. As sanções impediram a Gazprom “de exercer seus direitos ligados às ações e receber dividendos”, disse.

A Europa importa cerca de metade de seu gás natural da Rússia, e sua dependência energética tem sido cada vez mais criticada após a invasão da Ucrânia por Moscou.

Continua após a publicidade

O ministro da Economia alemão, Robert Habeck, acusou a Rússia, também nesta quinta-feira, de usar a energia como “uma arma”.

+ Alemanha irá parar de importar gás russo ‘muito em breve’, diz chanceler

No mesmo dia, o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, pediu à Europa para quebrar sua dependência do gás russo e cortar o “oxigênio energético” de Moscou.

O gasoduto Yamal-Europa pode transportar até 33 bilhões de metros cúbicos de gás dos campos na península russa de Yamal, através da Bielorrússia e Polônia, até a Alemanha.

A Rússia também pode enviar gás diretamente para a Alemanha através do gasoduto Nord Stream, que corre sob o Mar Báltico.

Além disso, operadores relataram na quinta-feira uma queda no fornecimento de gás da Rússia através de um importante oleoduto ucraniano para a Europa pelo segundo dia consecutivo.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês