Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Empresa fala de ‘significativo erro humano’ do capitão do Costa Concordia

Por Da Redação 15 jan 2012, 21h18

Madri, 15 jan (EFE).- A Costa Cruises, empresa dona do navio Costa Concordia, menciona um ‘significativo erro humano’ do capitão da embarcação como possível causa do naufrágio.

Em comunicado enviado à Agência Efe, a companhia assinala que, apesar de a investigação estar em andamento, indicações preliminares apontam que poderia ter havido ‘um significativo erro por parte do comandante do navio, capitão Francesco Schettino, que acabou com estas graves consequências’.

‘O rumo do navio parece ter sido próximo demais da margem, e o critério ao conduzir a emergência parece não ter seguido os procedimentos de qualidade da Costa’, acrescenta a Costa Cruises.

‘Temos conhecimento de que o promotor fez sérias acusações contra o capitão do navio, que chegou à Costa Crocieri em 2002 como oficial de segurança e foi nomeado capitão em 2006’, prossegue a nota, embora prefira não fazer mais comentários dado que a investigação está aberta.

A empresa, que se mostra ‘profundamente afligida’ com a tragédia, assinala que, durante as últimas 48 horas, 1.100 de seus funcionários trabalharam sem descanso neste ‘terrível evento’ e que suas prioridades imediatas são atender a todos os passageiros e tripulação, assim como se assegurar de que não há impacto ambiental.

‘Contratamos os serviços de um empresa líder mundial em resgate para desenvolver um plano de ação e estabelecer um perímetro de segurança ao redor da embarcação’, aponta.

Finalmente, a Costa Cruises detalha os treinamentos e preparação aos quais submete suas tripulações, entre eles um simulacro de evacuação do navio a cada duas semanas. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade