Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Empresa americana encerra busca de avião desaparecido em 2014

Voo MH370 da Malaysia Airlines, com 239 pessoas a bordo, tornou-se um dos maiores mistérios da avião

Operação de busca realizada por empresa particular norte-americana pelo voo MH370 da Malaysia Airlines, desaparecido 2014 no Oceano Índico, terminará em 5 de junho, informou hoje (29) o ministro dos Transportes da Malásia, Anthony Loke. O desaparecimento da aeronave deu origem a um dos maiores mistérios da aviação mundial.

O voo MH370 transportava 239 pessoas e fazia a rota de Kuala Lumpur, na Malásia, a Pequim, na China, em  8 de março de 2014. O avião perdeu contato com as torres uma hora depois da decolagem, sem nenhuma mensagem anterior da tripulação. As primeiras buscas começaram no sul do Mar da China, por onde deveria ter passado em direção a Pequim. Mas a aeronave tomou rumo diferente, no Índico.

Em janeiro,  a Malásia concordou em pagar até 70 milhões de dólares à Ocean Infinity, empresa sediada em Houston, nos Estados Unidos, se encontrasse o avião durante uma busca de 90 dias no sul do Oceano Índico. A empresa utilizou uma espécie de submarino para águas profundas para vasculhar a área em que o avião terá caído, no sul do Oceano Índico.

A procura pelo Boeing 777 deveria terminar em junho, já que o acordo não inclui o tempo necessário para reabastecer a embarcação de pesquisa Seabed Constructor. Mas a Ocean Infinity concluiu suas buscas em abril e pediu uma prorrogação até 29 de maio, explicou Loke.

As buscas conduzidas pelo governo malaio encerraram no ano passado sem ter encontrado nenhum sinal do avião. O primeiro-ministro recém-eleito, Mahathir Mohamad, havia dito anteriormente que a Malásia iria rever e possivelmente encerrar seu acordo com a Ocean Infinity. A medida atenderia a necessidade de cortar os gastos do governo.

(Com Reuters)