Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Emissora TV5 sofre ataque cibernético do EI e sai do ar por várias horas

A ação 'sem precedentes na história da televisão' derrubou os onze canais da emissora e atingiu os sites e redes sociais. Hackers publicaram mensagens de apoio aos jihadistas

Por Da Redação
9 abr 2015, 09h09

O canal de televisão francês TV5 Monde foi alvo nesta quarta-feira de um ataque cibernético “inédito e de grande envergadura” por parte de indivíduos que alegam pertencer ao grupo Estado Islâmico (EI). Nesta quinta, a emissora ainda permanecia fora do ar, reporta o jornal Le Monde. A ação de hackers contra a TV5 é um “atentado inaceitável à liberdade de informação e de expressão”, escreveu o primeiro-ministro francês Manuel Valls no Twitter. O ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, a ministra da Cultura, Fleur Pellerin, e o chanceler Laurent Fabius compareceram na manhã desta quinta-feira à sede da TV5 Monde em Paris.

“A investigação está em curso”, disse Cazeneuve, antes de afirmar que está decidido a combater “os terroristas”. Fleur Pellerin anunciou que terá uma reunião com os diretores dos grandes meios de comunicação do país. O ataque, “sem precedentes na história da televisão”, segundo a emissora, aconteceu às 22h00 de Paris (17h00 de Brasília). As transmissões foram interrompidas e substituídas por uma tela escura nos onze canais da TV5 Monde.

Leia também

Conflito aberto entre pai e filha agita política francesa

Estado Islâmico toma campo de refugiados nos arredores de Damasco

Continua após a publicidade

Duas mulheres de Nova York são presas por planejar “ataque terrorista”

Ao mesmo tempo, o canal de televisão perdeu o controle de suas páginas no Facebook, de suas contas no Twitter e de seus portais de internet. Em todas as páginas e mídias sociais da emissora os hackers publicaram reivindicações do EI. “É um ciberataque extremamente preciso e potente”, declarou Yves Bigot, diretor-geral da TV5 Monde. “A partir das 5h00 (0h00 de Brasília), conseguimos exibir um programa único na totalidade de nossos canais. Até agora não podemos produzir nossos próprios noticiários e a situação não será restabelecida antes das 14h00” (9h00 de Brasília), completou. “Exibimos um programa de emergência para não deixar a tela escura. Não temos e-mails. Todo o sistema de informática está bloqueado”, afirmou Jean Corneil, diretor de recursos humanos da emissora.

O canal recuperou o controle do Facebook e Twitter durante a madrugada, mas o portal na internet permanecia “em manutenção”. Documentos apresentados como carteiras de identidade e currículos de parentes de soldados franceses envolvidos nas operações contra o EI foram postados na conta do Facebook da TV5 Monde. “Soldados da França, fiquem longe do Estado Islâmico! Vocês têm a chance de salvar suas famílias, aproveitem”, afirmava uma mensagem no Facebook. “Em nome de Alá, o clemente, o todo misericordioso, o CyberCaliphate continua a liderar sua cyberjihad contra os inimigos do Estado Islâmico”, completava a nota.

A mensagem acusa o presidente francês, François Hollande, de ter cometido “um erro imperdoável” travando “uma guerra que não serve para nada”. “Por isso que os franceses receberam o presente de janeiro na [revista] Charlie Hebdo e no [supermercado] Hyper Cacher”, completava o texto, em referência aos atentados contra a revista satírica e a loja de produtos judaicos que deixaram dezessete mortos em Paris entre os dias 7 e 9 de janeiro.

Continua após a publicidade

O texto também afirma que o “CyberCaliphate ainda está procurando as famílias de militares que se venderam para os americanos”. A França faz parte de uma coalizão internacional militar contra o Estado Islâmico liderada pelos Estados Unidos, que há vários meses realiza bombardeios aéreos no Iraque e na Síria, onde o EI assumiu o controle de vastas áreas e declarou um “califado”.

O ato de pirataria ocorreu no dia do lançamento do novo canal da rede – o TV5 Monde Style HD, dedicado à “arte de viver à francesa”. Com o apoio do ministro francês das Relações Exteriores, Laurent Fabius, o canal iniciou suas transmissões na quarta-feira na região Ásia-Pacífico, nos países do Magreb e do Oriente Médio. “Não tem nenhum vínculo com o lançamento porque um ciberataque de tal potência exige semanas de preparação”, afirmou Bigot. Canal internacional de televisão em francês com sede em Paris, a TV5 Monde é transmitida em mais de 200 países ao redor do mundo.

(Da redação)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.