Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Emirados Árabes Unidos adotam semana de trabalho de quatro dias e meio

Jornada de trabalho no país terá fim ao meio-dia de sexta-feira, dia sagrado para os muçulmanos

Por Da Redação 7 dez 2021, 15h10

Os Emirados Árabes Unidos anunciaram que estão mudando a sua jornada de trabalho semanal para quatro dias e meio, terminando ao meio-dia de sexta-feira, de forma que fique mais fácil fazer negócios ao redor do mundo. 

De acordo com o governo, o novo cronograma irá ajudar a nação a “alcançar a continuidade dos negócios e o alinhamento com as economias globais e bancárias”. A mudança entrará em vigor no dia 1º de janeiro de 2022 e será aplicada a funcionários do governo e escolas. 

O país, que tem população predominantemente muçulmana, encerrará as atividades oficiais ao meio-dia na sexta, que é considerado um dia sagrado para a religião. Desse modo, a partir de janeiro as orações terão início às 13h15, horário local, permitindo que as pessoas consigam assisti-las após o trabalho. 

Funcionários do setor público também terão a oportunidade de trabalhar com o horário flexibilizado às sextas, inclusive em casa. 

O diretor-geral de recursos humanos do governo disse ainda que as empresas privadas poderão escolher o fim de semana que acharem melhor para seus negócios, desde que os funcionários tenham pelo menos um dia de folga. 

“Cada empresa decidirá com base no setor em que atua, com base nos clientes e nas operações que administram”, disse à CNN.

Outros países predominantemente muçulmanos, como Indonésia, Turquia e Marrocos já adotaram uma jornada de trabalho de segunda a sexta. A mudança significa que os Emirados Árabes Unidos não têm mais os dias de expediente iguais aos de nações vizinhas, como Arábia Saudita, Catar e Kuwait.

Essa não é a primeira vez que o país muda a sua semana de trabalho. Entre os anos de 1999 e 2006, o final de semana era na quinta e na sexta, antes de mudar para sexta e sábado. 

Continua após a publicidade

Publicidade