Clique e assine a partir de 9,90/mês

Embaixador do Brasil no Líbano morre em acidente de carro na Itália

Acidente aconteceu durante viagem do diplomata ao sul da Itália; mulher do embaixador e motorista do táxi também morreram

Por Da Redação - Atualizado em 8 Maio 2019, 17h24 - Publicado em 8 Maio 2019, 17h05

O Ministério de Relações Exteriores confirmou nesta quarta-feira, 8, a morte do embaixador do Brasil no Líbano, Paulo Cordeiro de Andrade Pinto, em um acidente de carro no sul da Itália.

Segundo nota divulgada pelo Itamaraty, a mulher do diplomata, Vera Lúcia Ribeiro Estrela de Andrade Pinto, e o motorista Marcello de Filippis também morreram no acidente que aconteceu nesta quarta.

“O Ministério das Relações Exteriores expressa aos familiares e amigos do embaixador Paulo Cordeiro e da embaixatriz Vera Estrela sua solidariedade e sentidas condolências”, diz o comunicado. O casal tinha três filhos adultos.

Colisão entre caminhão e táxi que levava o embaixador Paulo Cordeiro e sua mulher, Vera Lúcia, na rodovia 96 – 08/05/2019 //Reprodução

O acidente deu-se na rodovia 96, na região da Apúlia. Jornais italianos informaram que o casal tomou um táxi no aeroporto de Palezi, em Bari, para seguir para a cidade de Matera. O veículo colidiu com um caminhão que carregava um contêiner. O motorista do caminhão foi o único envolvida a sobreviver. Todos os demais tiveram morte instantânea.

Nascido em Salvador, Bahia, Andrade Pinto foi enviado ao Líbano para servir como embaixador em 2018. Diplomata de carreira, ele ocupou o cargo de cônsul-geral do Brasil em Milão e serviu na Delegação Permanente em Genebra, na Missão do Brasil junto às Nações Unidas em Nova York e nas Embaixadas do Brasil no México e no Canadá, como ministro-conselheiro.

No Brasil, foi diretor do Centro de Estudos Estratégicos da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República e subsecretário-geral de Política III (África, Oriente Médio e CPLP).

Continua após a publicidade
Publicidade