Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em primeiro ano na Presidência, aprovação de Trump cai para 39%

Americanos se mostram menos otimistas com o presidente, mas reconhecem que a economia melhorou em seu primeiro ano na Casa Branca

Durante o primeiro ano do governo Donald Trump, o índice de aprovação do presidente caiu e a população americana ficou menos otimista. No entanto, Trump está recebendo reconhecimento por melhoras na economia e pela alta nos mercados acionários. O cenário é o resultado de uma pesquisa elaborada em conjunto pelo Wall Street Journal e pela NBC News.

De maneira geral, 39% da população aprova o desempenho de Trump, enquanto 57% desaprovam. Em fevereiro de 2017, logo após ele assumir a Presidência, a pesquisa mostrou uma divisão mais acirrada: 44% aprovavam e 48% desaprovavam Trump.

Dos 57% que desaprovam a administração de Trump, 51% disseram que fortemente desaprovam. Esta é a menor aprovação de um presidente em seu primeiro ano de mandato na história moderna dos Estados Unidos.

Os entrevistados também responderam em uma palavra como eles se sentiam com relação ao primeiro ano de governo Trump: 38% disseram estar indignados (disgusted, em inglês); 24% assustados (scared); 23% esperançosos (hopeful); 12% orgulhosos (proud) e 11% com raiva (angry).

Quando perguntados sobre o que os faziam se sentir mais positivos com relação ao governo, 20% dos entrevistaram citaram a economia forte e a queda nas taxas de desemprego; 13% citaram sua política do “America first” (América primeiro); e 10% citaram o sucesso militar contra o Estado Islâmico na Síria e no Iraque. Porém, 37% responderam que se não sentiam positivos com relação a Trump.

A pesquisa foi conduzida por telefone com 900 adultos e tem uma margem de erro de 3,3 pontos porcentuais.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Artur Britto

    A queda do Trump é só com a imprensa e o povo esquerdista de lá que estão perdendo seu espaço nos EUA.

    Curtir

  2. O Trump é ótimo para os USA. Viva o TRUMP.

    Curtir