Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Em mensagem de Natal, rainha fala em reconciliação

No ano do plebiscito de independência da Escócia, rainha defendeu os ‘benefícios da reconciliação’. Também lembrou visita ao set de 'Game of Thrones'

Por Da Redação 25 dez 2014, 15h40

No ano em que a Escócia realizou um plebiscito sobre a independência do Reino Unido, a mensagem de Natal da rainha Elizabeth II destacou a importância da reconciliação. “É claro que a reconciliação toma formas diferentes. Na Escócia, depois do referendo, muitos se sentiram muito desapontados, enquanto outros se sentiram aliviados, e unir essas diferenças vai levar tempo”, disse na mensagem exibida nesta quinta-feira.

Os escoceses rejeitaram a independência do Reino Unido em um plebiscito realizado em setembro, após uma campanha por vezes amarga que se arrastou durante dois anos e dividiu amigos e famílias. Antes da votação, Elizabeth II disse que os escoceses deveriam “pensar com muito cuidado sobre o futuro”, indicando seu desejo de que o reino permanecesse unido.

Leia mais:

Galeria: fotos raras da I Guerra revelam cotidiano nas trincheiras

Conheça o legado da I Guerra Mundial para a vida prática

Continua após a publicidade

“Às vezes a reconciliação parece ter pouca chance… mas a trégua de Natal nos lembra que a paz e a boa vontade têm poder duradouro”, ressaltou a rainha, que também falou sobre o centenário da I Guerra Mundial. Ela mencionou a instalação de quase 900.000 papoulas vermelhas de cerâmica no fosso da Torre de Londres, em homenagem a cada um dos mortos da Grã-Bretanha e suas colônias à época. “Para cada papoula, uma vida, e uma lembrança do luto dos entes queridos deixados para trás”.

Ainda seguindo a ideia da reconciliação, a rainha mencionou o jogo de futebol que uniu espontaneamente soldados britânicos e alemães. “Sem nenhum comando ou instrução, os tiros cessaram e os soldados e encontraram na terra de ninguém para tirar fotos e trocar presentes. Isso foi uma trégua de Natal”.

Leia também:

Galeria de fotos: Elizabeth II visita set de filmagens de ‘Game of Thrones’

Game of Thrones A rainha também mencionou a Irlanda do Norte como exemplo de comunidade dividida que se uniu. “Os benefícios da reconciliação estavam claros quando eu visitei Belfast em junho”, afirmou. Na capital, a rainha visitou uma prisão que foi transformada em um centro turístico e também o local onde são realizadas as filmagens de um famoso seriado da HBO: “Embora minha visita ao set de Game of Thrones talvez tenha ganhado mais atenção, minha visita a Crumlin Road Gaol é que vai permanecer viva na minha lembrança”, disse Elizabeth, ressaltando que o que foi uma prisão durante o conflito entre católicos e protestantes “agora é um lugar de esperança”.

Continua após a publicidade
Publicidade