Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em 2004, autoridades tentaram visitar casa em Cleveland

As três mulheres foram encontradas depois de mais de uma década

Autoridades de Cleveland, no estado americano de Ohio, já haviam tentado ir à casa onde três mulheres eram mantidas reféns há mais de uma década. O prefeito Frank Jackson disse que as representantes do serviço de criança e família foram ao local depois que Ariel Castro – um dos homens detidos por envolvimento no sequestro – deixar uma criança em um ônibus escolar. A visita frustrada ocorreu em 2004. “Eles bateram na porta, mas não conseguiram estabelecer nenhum contato com alguém dentro daquela casa”, disse.

O vice-chefe da polícia local Ed Tomba disse que Castro, que é motorista de veículo escolar, foi “interrogado exaustivamente” durante a investigação, e nenhuma intenção criminosa foi encontrada em relação à criança deixada no ônibus.

“Não tínhamos nenhuma indicação de que qualquer dos vizinhos, curiosos, testemunhas ou qualquer outra pessoa tenha alguma vez dado qualquer informação sobre o que ocorreu naquela casa na avenida Seymor”, acrescentou o prefeito.

A visita foi feita mais de um ano depois de Michele Knight ter desaparecido e alguns meses depois do sequestro de Amanda Berry. As duas mulheres foram encontradas nesta segunda-feira, com uma terceira vítima, Gina DeJesus, e uma menina de seis anos, que, segundo a polícia, é filha de um dos sequestradores.

Depois do resgate, a polícia prendeu três pessoas. Além de Ariel Castro, de 52 anos, foram detidos seus dois irmãos, Pedro, 54, e Onil, 50. As investigações continuam com buscas na casa e em outras residências.

Fuga – Charles Ramsey, vizinho da residência que era usada como cativeiro, foi quem ajudou a libertar uma das jovens, Amanda Berry. “Escutei gritos e vi esta garota chutando a porta e gritando”, contou. “Eu perguntei: ‘Posso ajudar? O que está acontecendo?’ E ela disse: ‘Eu fui sequestrada. Me ajude a sair, estou aqui há muito tempo'”. Com a ajuda de outros vizinhos, Ramsey arrombou a porta e ajudou Berry a sair. Pouco depois, a polícia entrou no local e resgatou as outras duas desaparecidas. Depois do episódio, Ramsey virou herói instantâneo nas redes sociais.

(Com agência Reuters)