Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Eleições nos EUA: quase 60 milhões de americanos já votaram

Diferentemente do Brasil, as eleições para presidente nos EUA não ocorrem em um único dia, mas ao longo de um período

Por Sergio Figueiredo Atualizado em 25 out 2020, 17h24 - Publicado em 25 out 2020, 16h55

O último dia da eleição presidencial nos Estados Unidos será 03 de novembro, mas, no momento, a nove dias do prazo final, quase 60 milhões de americanos já votaram, presencialmente ou por correio, conforme apurou o jornal The Washington Post. Trata-se de um número significativo, considerando-se os 150 milhões de eleitores esperados este ano. O processo naquele país tem diferenças significativas em relação ao pleito brasileiro e uma delas é o período de votação estendido.

Enquanto no Brasil a eleição se dá em um único dia e apenas presencialmente, nos EUA os eleitores podem votar no decorrer de um período especificado, inclusive remetendo a cédula pelo correio, dependendo da legislação de cada estado. Este ano em especial, devido à pandemia, a janela foi expandida e mais estados aderiram à opção por correio.

Na última eleição presidencial, em 2016, 139 milhões de americanos votaram. Estima-se que esta marca seja superada em 2020, mesmo sob os efeitos da Covid-19. O voto não é obrigatório nos EUA e não existe multa para quem não comparecer às urnas. Dia 03 de novembro, terça-feira, será o chamado Election Day (Dia da Eleição), que marca o fim do processo, quando, na mesma noite, as urnas serão abertas e os votos por correio, contados.

As últimas pesquisas apontavam uma ligeira vantagem para o candidato democrata Joe Biden contra o atual presidente republicano Donald Trump. Ainda assim, analistas concordam que o resultado está longe da consolidação, uma vez que a disputa promete ser tão acirrada quanto foi em 2016, quando Hillary Clinton foi derrotada por Trump no colégio eleitoral. Assim como ocorreu quatro anos atrás, um dos dois candidatos só poderá celebrar a vitória com segurança na madrugada seguinte ao Election Day. Ou um pouco mais tarde.

 

Continua após a publicidade
Publicidade