Clique e assine a partir de 9,90/mês

Eleições no Equador: Correa afirma que oposição se reúne com Uribe

Por Pablo Cozzaglio - 2 jun 2012, 19h58

O presidente do Equador, Rafael Correa, afirmou neste sábado que a oposição está se reunindo com o ex-chefe de governo da Colômbia Alvaro Uribe e a direita internacional, para traçar estratégias visando às eleições de fevereiro de 2013 no Equador.

“Há grupos de oposição, há alguns traidores da pátria, outros, foragidos da Justiça, oposição de direita que está se reunindo com o ex-presidente Uribe na Colômbia, com a direita internacional financiada por grupos internacionais”, denunciou o governante.

Correa assinalou que a direita da Venezuela fez as mesmas manobras para tentar dominar o Parlamento, por não poder vencer o presidente Hugo Chávez.

Os equatorianos irão às urnas em 17 de fevereiro, para eleger o presidente, vice-presidente e 137 legisladores para o período 2013-2017. Correa, no poder desde 2007, ainda não decidiu se irá se candidatar.

O presidente assinalou que a oposição está se concentrando na Assembleia Nacional (Legislativo), “para ver se nos ganha a maioria, torna a nossa vida impossível e nos faz fracassar”.

“As pesquisas são espetaculares, as coisas caminham extraordinariamente bem”, afirmou Correa, enfatizando que “a oposição sabe que não irá nos tomar a presidência da república, participe eu ou não”.

Continua após a publicidade
Publicidade