Clique e assine a partir de 9,90/mês

EI volta a ameaçar Europa e França em um novo vídeo

Sequência de seis minutos mostra Torre Eiffel caindo e imagens dos atentados de 13 de novembro, e alerta europeus: 'Vocês não dormirão tranquilos'

Por Da Redação - 21 Nov 2015, 15h14

O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) voltou a ameaçar a Europa, e principalmente a França, em um novo vídeo divulgado na internet neste sábado. A gravação, cuja autenticidade não pôde ser verificada, foi divulgada pela base do EI em Aleppo, no norte da Síria. Em pouco mais de seis minutos, a sequência, intitulada “Paris será derrubada”, mostra uma montagem da Torre Eiffel caindo e imagens dos atentados efetuados contra a capital francesa no dia 13 de novembro.

LEIA TAMBÉM:

O Ocidente pode derrotar o Estado Islâmico. Basta querer

Sobe para 130 o número de mortos nos atentados de Paris

Continua após a publicidade

A mensagem diz que não foi o EI que iniciou a guerra. “Foram vocês (europeus) que começaram a agressão contra nós e pagarão o preço quando seus filhos forem à luta”, afirmam os jihadistas. O vídeo ainda adverte os europeus de que eles não se sentirão seguros nos próprios “dormitórios”.

Na mensagem, o EI afirma que pretende avançar mais sobre Paris antes de partir contra Roma. Para tanto, um suposto integrante do EI surge com capuz no vídeo, estimulando “os irmãos da França e do mundo a fazerem o mesmo” que foi feito no último dia 13, acontecimento elogiado por ele, que fala em francês (com legendas em árabe). O extremista tacha como “porco” o presidente da França, François Hollande, e promete que o líder francês não estará seguro na própria residência. Um segundo jihadista reforça as ameaças contra a França e Hollande pelos bombardeios que Paris realiza junto com a coalizão internacional na Síria.

Na última semana, a aviação francesa intensificou os ataques aéreos contra posições do EI em território sírio, em resposta aos atentados de Paris, reivindicados por radicais islâmicos e que causaram pelo menos 130 mortes na semana passada.

Ataque em Bagdá — Também neste sábado, o grupo Estado Islâmico foi responsabilizado por um ataque a uma mesquita xiita ao sul de Bagdá, realizado após as orações de sexta-feira. As autoridades iraquianas dizem que o atentado matou 10 pessoas. A declaração de responsabilidade pelo atentado foi divulgada por simpatizantes do EI, por meio de páginas na internet e redes sociais. Autoridades iraquianas dizem que uma bomba detonada do lado de fora da mesquita foi seguida minutos depois por um ataque suicida dentro do prédio.

Continua após a publicidade

As autoridades do país dizem que quatro ataques separados em Bagdá, neste sábado, mataram oito pessoas e deixaram 20 feridos. Três pessoas foram mortas, incluindo dois soldados iraquianos, e outras duas pessoas ficaram feridas quando homens armados abriram fogo contra um comboio ao sul de Bagdá. Três outros ataques com bomba, em outras localidades, mataram cinco pessoas e feriram 18. Funcionários de hospitais e policiais falaram sob condição de anonimato.

(Com agência EFE)

Publicidade