Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EI divulga vídeo com jornalista britânico sequestrado

John Cantlie diz que em breve vai revelar a 'verdade' sobre os jihadistas. O vídeo foi divulgado como se fosse o primeiro de uma ‘série do Estado Islâmico”

Os jihadistas do grupo Estado Islâmico (EI) divulgaram nesta quinta-feira um vídeo em que aparece o jornalista fotográfico britânico John Cantlie, sequestrado na Síria desde novembro de 2012. Nas imagens, Cantile afirma que em breve revelará a “verdade” sobre a organização terrorista. O refém aparece vestindo o mesmo macacão de cor laranja que os jornalistas americanos James Foley e Steven Sotloff e o britânico David Haines usavam quando foram decapitados.

O vídeo foi divulgado como sendo o primeiro episódio de uma nova ‘série do Estado Islâmico”, chamada de ‘Lend Me Your Ears’ (empreste-me seus ouvidos, em tradução literal). Sentado e apoiado numa mesa, o jornalista está visivelmente magro e aparenta tranquilidade. Ele diz: “Agora eu sei o que vocês estão pensando, vocês estão pensando: ‘ele só está fazendo isso porque é um prisioneiro. Ele tem uma arma em sua cabeça e está sendo forçado a fazer isso’, Certo? Bem, é verdade que eu sou um prisioneiro, não posso negar. Mas vendo como eu fui abandonado pelo meu governo, o meu destino está agora nas mãos do Estado Islâmico. Não tenho nada a perder. Talvez eu viva e talvez eu vá morrer, mas quero aproveitar esta oportunidade para transmitir alguns fatos que vocês podem verificar. Fatos que podem ajudar a preservar vidas”.

Leia também

Câmara de Deputados dos EUA aprova ajuda a rebeldes sírios

Austrália prende 15 pessoas suspeitas de ligação com o EI​

EI ameaça os EUA em novo vídeo: “A luta só começou”

EUA prendem americano acusado de recrutar membros para o EI

O fotógrafo de 43 anos colaborava com os jornais Sunday Times, The Sun, Sunday Telegraph e com a agência France-Presse. Até o momento, as autoridades da Grã-Bretanha não se pronunciaram sobre o assunto. É a segunda vez que ele encontra-se nas mãos de militantes extremistas na Síria. Em junho de 2012, após ficar sete dias nas mãos de sequestradores, ele foi resgatado em uma operação diplomática. Quatro meses depois, Cantlie voltou à Síria e foi sequestrado pela segunda vez. Autoridades acreditam que ele provavelmente esteja sendo mantido perto da cidade de Raqqa, reduto do grupo jihadista no norte do país.

Saiba mais:

Terror do EI ameaça acabar com idioma de Jesus Cristo

‘Subcultura jihadista’ seduz jovens e engrossa fileiras do terror do Estado Islâmico

Vídeo: O britânico John Cantlie diz que vai revelar a ‘verdade’ sobre o EI