Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Egito vai julgar Morsi por vazar segredos para o Catar

Promotoria chamou o caso de 'o maior caso de traição e espionagem na história egípcia'

A promotoria do Egito informou que o ex-presidente Mohammed Morsi será julgado por vazar segredos de segurança nacional para o Catar, durante o período de um ano em que ficou no poder.

Leia mais:

Sisi toma posse como presidente do Egito

Em comunicado divulgado nesta sábado, a promotoria disse que Morsi e dois de seus assistentes vazaram documentos secretos, dentre eles informações sobre destacamentos militares, para o serviço de inteligência da nação árabe. .

Os vazamentos teriam ocorrido no início das manifestações contra sua administração. Os promotores disseram também que outras oito pessoas, entre elas um executivo da rede de televisão Al-Jazeera, que é sediada no Catar, cooperaram para a entrega dos segredos, em troca de um pagamento de 1 milhão.de dólares

A promotoria chamou o caso de “o maior caso de traição e espionagem na história do país”. Morsi, detido desde sua deposição, já enfrenta três julgamentos, incluindo uma acusação de cooperação com grupos militantes internacionais.

(Com Estadão Conteúdo)