Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Egito diz que avião não deu guinadas antes de sumir dos radares

Declaração de autoridade egípcia contradiz ministro da Defesa grego, que afirmou na semana passada que a aeronave fez 'guinadas repentinas' antes de desaparecer

O Airbus A320 da EgyptAir que caiu no Mar Mediterrâneo na semana passada não deu guinadas e mudou de direção durante o trajeto entre Paris e Cairo antes de sumir dos radares, informaram autoridades do Egito nesta segunda-feira. O anúncio contraria informação do ministro da Defesa da Grécia, Panos Kammenos, que declarou que a aeronave fez “guinadas repentinas” e mergulhou no ar antes de desaparecer dos radares sobre o sul do Mediterrâneo.

“O curso da aeronave era sul e sudeste de Kassos e Karpathos (ilhas). Imediatamente depois entrou no espaço aéreo do Cairo, fez guinadas e desceu como descrevo: 90 graus para a esquerda e 360 graus para a direita”, disse Kammenos na última quinta-feira. O voo MS804, com 66 pessoas a bordo, desapareceu dos radares às 2h39 de quinta-feira no horário de Paris (21h39 de quarta-feira no horário de Brasília), quando deixava o espaço aéreo grego e entrava no espaço aéreo egípcio.

Ehab Azmy, chefe do serviço de navegação aérea nacional do Egito, disse nesta segunda que o avião mantinha a altitude normal de 37.000 pés (11.280 metros) quando desapareceu. Segundo Azmy, nenhum problema foi detectado com o voo MS804 no espaço aéreo egípcio durante o período de “um ou dois minutos em que foi monitorado antes de sumir”, disse.

Oficiais do sistema de aviação da Grécia informaram que controladores de voo falaram com o piloto quando a aeronave entrou no espaço aéreo grego e tudo parecia normal. Eles tentaram entrar em contato com a tripulação novamente quando o avião entraria no espaço aéreo do Egito, mas “apesar das repetidas tentativas, a aeronave não respondeu”.

Leia mais:

França confirma queda de avião da EgyptAir e Grécia fala em “guinadas repentinas”

Voo MS804: alerta de fumaça foi disparado pouco antes de avião sumir

Partes de corpos, pertences pessoais e destroços do avião são encontrados, anuncia EgyptAir

Fumaça a bordo – Na sexta-feira, a emissora americana CNN divulgou que um alerta de fumaça foi emitido três minutos antes do desaparecimento do avião. O canal de televisão teve acesso, por meio de uma fonte egípcia, a uma imagem da tela do Aircraft Communications Addressing and Reporting System (ACARS), o sistema digital de envio de informações entre uma aeronave e as estações terrestres, que comprovava a informação.

Também na sexta, a EgyptAir anunciou ter encontrado partes de corpos, pertences pessoais da tripulação, destroços e assentos do avião. Os restos foram localizados a cerca de 290 quilômetros da cidade de Alexandria, de acordo com um porta-voz militar do país, General Mohammed Samir, que publicou as informações em um comunicado oficial no Facebook.

(Da redação)