Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Editor do NYT diz que ataques de Trump à imprensa estão fora de controle

Presidente americano critica veículos constantemente, afirmando que são produtores de “fake news” sobre seu governo

Por Da redação - 9 abr 2018, 11h46

Segundo o editor executivo do jornal The New York Times, os ataques do presidente Donald Trump à imprensa americana estão “fora de controle” e causando um “efeito negativo e duradouro sobre o país”.

Para Dean Baquet, os assessores de Trump “deveriam aconselhá-lo a parar, porque está afetando a vida cívica e o debate no país”. O jornalista fez as declarações durante entrevista ao programa Reliable Sources, da emissora CNN no domingo.

Basquet respondeu aos mais recentes ataques de Donald Trump ao jornal The Washington Post. Em um tuíte, o republicano afirmou que o veículo “é muito mais ficção que fatos”.

“História após história feitas de lixo – mais como romances mal escritos do que bons relatos. Sempre citando fontes (não nomes), muitas das quais não existem”, escreveu.

A postagem do presidente foi uma crítica à matéria publicada pelo Post no sábado sobre os constantes conflitos entre Trump e John Kelly, Chefe de Gabinete da Casa Branca. A reportagem se baseou em “entrevistas com 16 funcionários do governo, assessores externos e confidentes presidenciais, muitos dos quais falaram sob condição de anonimato”.

Trump se queixa constantemente desse tipo de matéria, que se baseia em fontes anônimas. Também critica em diversas oportunidades veículos como o The New York Times, CNN e a NBC, afirmando que são responsáveis pela difusão de “fake news” a seu respeito.

O presidente, contudo, tuíta regularmente mensagens de apoio ao conteúdo noticiado pela Fox News, sua emissora preferida.

Segundo Baquet, a antipatia do presidente “prejudica” a imprensa. “Eu acho que o presidente perdeu as aulas sobre educação cívica no Ensino Médio, nas quais a primeira emenda e o papel da imprensa livre e independente foram explicados”, afirmou.

Publicidade