Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Ed Davey substituirá Huhne no Ministério de Energia do R.Unido

Por Da Redação 3 fev 2012, 11h43

Londres, 3 fev (EFE).- O secretário de Estado britânico de Empresa e Inovação, Edward ‘Ed’ Davey, assumirá o Ministério de Energia no lugar de Chris Huhne, que renunciou ao cargo depois de saber que será processado por tentar ocultar uma infração de trânsito em 2003.

Em um comunicado divulgado nesta sexta-feira, a Downing Street, residência oficial do primeiro-ministro, o conservador David Cameron, afirma que Davey – um liberal democrata assim como Huhne – será substituído pelo deputado Norman Lamb, do mesmo partido. Até o momento, Lamb era ajudante do vice-primeiro-ministro, Nick Clegg.

Huhne, um dos políticos com mais destaque em seu partido, renunciou ao cargo de Ministro de Energia depois que o procurador-geral britânico, Keir Starmer, informasse que ele e a ex-esposa Vicky Pryce seriam processados.

Após saber da renúncia, Clegg – líder do Partido Liberal Democrata – lamentou a saída de Huhne e afirmou que acredita em sua absolvição. Para Clegg, Huhne deverá voltar ao Governo em uma posição chave.

Em uma breve declaração, Huhne negou as acusações feitas pelo procurador e disse que vai se defender nos tribunais. Mas, para ‘evitar qualquer distração’ no processo judicial, o político resolveu renunciar ao cargo de titular de Energia.

Esta é a segunda renúncia de um político liberal-democrata depois da formação do Governo de coalizão, legitimado após as eleições gerais de 2010. Huhne e sua ex-mulher deverão se apresentar na Corte de Magistrados de Westminster (Londres) no próximo dia 16.

Huhne, de 57 anos, será processado por supostamente ter pedido a sua ex-mulher, economista de profissão, para assumir a perda dos pontos relativos a uma infração de trânsito para evitar que sua carteira de motorista fosse suspensa.

Embora este incidente tenha ocorrido em 2003, os detalhes do mesmo só foram revelados no último ano, depois que o ministro admitisse uma relação extraconjugal com Carina Trimingham, especializada em relações públicas, e pusesse fim ao seu casamento. EFE

vg/fk

Continua após a publicidade
Publicidade