Clique e assine a partir de 9,90/mês

Dono de empresa sugere que eleitores de Trump devem se demitir

Em email enviado aos funcionários, CEO diz que quem apoia "a política de ódio" do presidente recém-eleito "não tem lugar" na empresa

Por Da redação - 10 nov 2016, 20h56

Após a vitória do magnata Donald Trump na eleição presidencial dos Estados Unidos, o presidente de uma empresa on-line de entrega de alimentos a domicílio enviou um email a todos os funcionários sugerindo que eleitores do republicano deveriam pedir demissão.

Na mensagem, enviada na quarta-feira, Matt Maloney, CEO e co-fundador da Grubhub, não diz claramente que os eleitores devem se demitir, mas afirma que quem concorda com “a política de ódio, nacionalista e anti-imigrantes” do presidente recém-eleito “não tem lugar” na empresa. 

“Humilhar, insultar e ridicularizar minorias, imigrantes e pessoas com deficiência física ou mental pode ter funcionado para Trump, mas eu quero deixar claro que não há lugar para esse comportamento na Grubhub”, diz o texto de Maloney.

O CEO afirma que a empresa trabalhou por anos para “cultivar uma política de apoio e inclusão” e defende que “devemos unir diferentes perspectivas para continuar inovando – incluindo todos os gêneros, raças, etnias e preferências sexual, cultural e ideológica”.

Continua após a publicidade

“Se você não concorda com esta mensagem, por favor responda este email com um pedido de demissão”, conclui Maloney, eleitor de Hillary Clinton. “Não toleramos atitudes de ódio em nosso time”.

À emissora americana Fox News, Maloney garantiu que muitos empregados aprovaram a mensagem e que “quase 20%” dos funcionários o agradeceram pessoalmente. “Não estou envergonhado”, disse. Ele afirmou ainda que respeita o direito das pessoas de votarem em quem quer que seja, mas quis assegurar aos funcionários que “a companhia vai apoiar ativamente a diversidade e a inclusão – independentemente da política nacional”.

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Publicidade