Clique e assine a partir de 9,90/mês

Dois integrantes do Hezbollah são presos em Bangcoc

Por Da Redação - 13 jan 2012, 10h26

Bangcoc, 13 jan (EFE).- As autoridades da Tailândia anunciaram nesta sexta-feira a prisão de dois supostos terroristas libaneses, os quais estariam planejando atentados contra a embaixada americana na capital tailandesa.

O vice-primeiro-ministro da Tailândia, Chalerm Yoobamrung, explicou que os dois homens detidos pertencem ao grupo xiita libanês Hezbollah e acrescentou que ambos tinham entrado no país ‘recentemente’.

Segundo o site do ‘The Nation’, Yoobamrung evitou comentar sobre os planos e objetivos dos supostos terroristas.

As autoridades tailandesas também averiguam informações fornecidas Israel, já que a embaixada deste país, localizada em pleno centro de Bangcoc, poderia ser alvo de ataques por parte de grupos terroristas libaneses.

A prisão dos dois libaneses foi realizada depois que a Embaixada dos EUA alertasse sobre a possibilidade de atentados nos circuitos turísticos da capital da Tailândia.

‘Pedimos (aos cidadãos americanos) para ficarem em alerta durante a visitação de áreas públicas onde se formam grandes grupos de turistas ocidentais em Bangcoc’, indicava a nota da embaixada, atribuída às ameaças ‘terroristas estrangeiras’.

No último mês de dezembro, os agentes de segurança prenderam uma pessoa acusada de colocar seis artefatos explosivos em diferentes lugares de Bangcoc, os quais não chegaram a explodir.

Durante a celebração da Nochevieja, em 2006, uma série de atentados em Bangcoc deixou três mortos e 42 feridos, incluídos vários estrangeiros. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade