Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Dois homens são condenados por ‘complô’ em Oslo

O tribunal de Oslo condenou nesta segunda-feira por “complô destinado a cometer um ato terrorista” dois homens ligados à Al-Qaeda, acusados de prepararem um atentado contra o jornal dinamarquês que publicou as polêmicas caricaturas de Maomé em 2005.

Apresentado como o idealizador do plano contra o Jyllands-Posten, Mikael Davud, norueguês de origem uigur, foi condenado a sete anos de prisão. Seu cúmplice, o curdo-iraquiano Shawan Sadek Saeed Bujak, terá que cumprir uma pena de três anos e meio de prisão.

Detidos em julho de 2010, os dois homens planejavam atacar com explosivos as sedes do jornal e matar Kurt Westergaard, autor do desenho que retratava o profeta com um turbante em forma de bomba com o pavio aceso, segundo a acusação.

Um terceiro homem preso ao mesmo tempo, o uzbeque David Jakobsen, foi absolvido das acusações mais graves, mas condenado a quatro meses de prisão por ter ajudado os outros a conseguirem os elementos necessários para a fabricação dos explosivos.