Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Dois atentados suicidas deixam dezenas de mortos na Nigéria

Ataques ocorreram em Maiduguri, onde surgiu o grupo terrorista Boko Haram

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 21h45 - Publicado em 25 nov 2014, 12h08

Dois atentados suicidas cometidos por mulheres deixaram dezenas de mortos em uma área movimentada perto de um mercado na cidade de Maiduguri, no nordeste da Nigéria. Um funcionário da área de saúde contou mais de 45 mortos, número citado também por testemunhas.

“A mulher havia fixado a bomba nas costas, como se fosse um bebê, e abriu caminho até o local da primeira explosão”, contou à agência France-Presse Abubakar Bello, um vendedor de frango no mercado.

Leia também:

Boko Haram declara califado em área da Nigéria e corta mãos de infiéis

Boko Haram domina a cidade das estudantes sequestradas

Continua após a publicidade

O primeiro explosivo foi escondido em um riquixá. A maior parte das vítimas morreu na segunda explosão. “Enquanto as pessoas tentavam ajudar os feridos, a segunda bomba explodiu. Eu vi muitos corpos”, disse à agência Reuters Sani Adamu, que também estava no local.

A autoria dos ataques não foi reivindicada, mas as suspeitas apontam para o grupo terrorista Boko Haram, que surgiu em Maiduguri, capital do Estado de Borno. A fúria dos extremistas islâmicos deixou milhares de mortos nos últimos cinco anos, e o uso de mulheres em ataques suicidas tornou-se uma tática frequente do grupo.

O presidente Goodluck Jonathan planeja pedir à Assembleia Nacional que prolongue o estado de emergência em três Estados do nordeste do país mais atingidos pelos ataques. O período inicialmente estabelecido termina esta semana.

Saiba mais:

Boko Haram, o terror que ameaça a maior economia da África

Continua após a publicidade
Publicidade